Mercado do petróleo pode secar com veículos elétricos

23 de outubro de 2017

Se os veículos elétricos continuarem a aumentar progressivamente no mercado, isso pode significar que em 2025 haverá uma redução de barris de petróleo equivalente à produção do terceiro maior fornecedor do mundo, o Irão.

Essa transição para os veículos elétricos certamente causará dor de cabeça para os membros da Organização de Países Exportadores de Petróleo (OPEP). Segundo a análise feita pela Barclays, se os veículos elétricos continuarem a aumentar sua frota e os motores de combustão continuarem a tornar-se mais eficientes, isso pode significar uma redução de até 3,5 milhões de barris de petróleo por dia. Um valor alto que corresponde a quase todo total de petróleo extraído pelo Irão.

Porém, é esperado que essa quebra venha a acontecer nos próximos anos, se em 2040 os carros elétricos representarem 1/3 dos veículos nas estradas, o prejuízo da OPEP será de 9 milhões de barris diários.

O impacto também deve ser maior devido a vários países que já anunciaram querer extinguir os modelos à combustão, somados aos esforços dos fabricantes de veículos em introduzir no mercado os modelos elétricos.

COMENTÁRIOS